Qual é o significado do Papai Noel?

padrao
Todos já ouvimos as histórias do Papai Noel. Essa figura representativa sobre o bom velhinho, vestido de roupas vermelhas, de longas barbas brancas, que chega na véspera de Natal no seu trenó, com um saco de presentes para dar às crianças que foram obedientes e bem comportadas durante o ano. Este é o conto, a lenda mais difundida ao redor do mundo. Na cultura popular ocidental, o Papai Noel é considerado um dos principais símbolos do Natal.
Aprendi que todo conto e mitologia carregam consigo um simbolismo que reflete a história da humanidade. E com a história do Papai Noel não é diferente. O seu conto vai além do senso crítico que adotamos em nossa fase adulta em movimentar o mercado financeiro.
Não são todos que percebem a presença amorosa do Papai Noel. Algumas pessoas não têm esse olhar refinado para perceber sua presença. É preciso um coração de criança, livre de mágoas e ressentimentos.
Refletindo sobre o verdadeiro significado do espírito natalino, a imagem do bom velhinho é compartilhada por muitas gerações. É sempre aquele senhor bondoso, de voz calma, olhar amoroso que mora no Pólo Norte. Ele Vive em um lugar em que poucos seres vivos são capazes de sobreviver. E mesmo morando tão longe, com tanto gelo e com tanta dificuldade, todo ano ele tira um tempo, ajeita o seu trenó e vem nos visitar.
Segundo Joseph Campbell autor do livro O Herói de Mil Faces, *”Na caverna que você tem medo de entrar está o tesouro que você busca”* O Caminho para encontrar esse tesouro é o autoconhecimento . É exatamente nesse tesouro que o nosso Ser Sagrado habita. Nesse período das celebrações natalinas, Papai Noel vem nos convidar a mergulhar no nosso mundo interno e acessar esse nosso Eu Sagrado.
Muitas vezes temos medo de mergulhar dentro de nós mesmos, de nos auto conhecer! Para compreender o significado do Papai Noel é necessário voltar para dentro de nós mesmos. E aí podemos perceber que a presença do Noel está mais dentro do que fora de nós!
Ele sobe a casa pelo telhado *(cabeça)*, levando luz e varrendo as preocupações. Ele limpa a entrada da chaminé *(boca)* varrendo as lamentações e as queixas. Desce por ela com todo cuidado desatando os nós, *(garganta)* deixando a respiração fluir suavemente. Já dentro da grande sala *(coração)*,Ele renova o pulsar e as batidas cardíacas que se tornam vivas como o badalar de um sino nos convidado para renovar nossa fé! E assim, Ele acende a lareira da grande sala, que até então parecia abandonada.Ele acende a lareira do nosso coração e a chama aquece e conforta nosso corpo! O amor transborda e tomamos posse dessa força interna!
“É Natal!” – é o que as pessoas vão dizer.
Esse é um momento de acessar nossa força interna, nossa divindade e nos abrirmos para receber o espírito de Natal e permitir que esse sentimento agasalhe de luz a grande sala do nosso coração.
E assim renovados podemos viver o amor para DAR e RECEBER os presentes. E o mais importante, nossa presença se torna um presente para nós mesmos, para o outro e para o universo!
E posso imaginar que lá de cima o ajudante do Noel mais astuto vai dizer: “O Ser humano é isso!! È esse punhado de lareirinhas. Todo ano passamos aqui para lembrar que essa chama viva capaz de encarar o impossível, jamais deve se apagar!”.
Paulo Chagas
Coach Executivo Ontológico