Como manter uma liderança eficaz em momentos de turbulência?

padrao

Em tempos de crise, cada vez mais é preciso se reinventar para exercer uma liderança eficaz, inspirar a equipe e gerar resultados positivos para a empresa.

Mas que comportamentos do líder podem contribuir para tornar sua ação mais eficaz e positiva junto a seus colaboradores?

1. Apreciar ao invés de julgar. 

Dizem por aí que “a bronca vem a jato e o elogio vem de jegue”. 

Já a liderança eficaz valoriza os esforços dos funcionários, compreendendo que cada pessoa tem suas expectativas e frustrações, mas que maioria procura ganhar a vida trabalhando duro e de forma honesta. 

Demonstrar apreço é uma forma simples de ajudar o outro a se sentir bem consigo mesmo e de reforçar o seu desejo de continuar fazendo bem o que faz. 

2. Liderar pelo exemplo 

O líder deve ter clareza sobre o que a empresa e ele próprio esperam da equipe e agir de forma congruente, sendo um modelo para outras pessoas, inspirando a força de trabalho.

3. Planejar e estabelecer metas 

A capacidade de estabelecer metas específicas, realistas e ousadas, porém realizáveis ​​e mensuráveis, é outra habilidade de um bom líder. 

Com um plano de ação que inclui o bem estar dos que têm desempenho baixo, a liderança eficaz abre o caminho para o sucesso.

4. Escutar com empatia também é papel de uma liderança eficaz

Um líder precisa estar aberto para ouvir ideias e opiniões diferentes das suas, gerando maior engajamento do time. 

Se o funcionário tem ideias excelentes, mas que nunca são consideradas, o potencial dessa equipe deixa de ser aproveitado ao máximo. Mas aprender com o funcionário pode tornar a liderança muito mais eficaz. 

Isso não significa sempre seguir as ideias propostas, mas considerar que os colaboradores podem contribuir ricamente com o desenrolar dos projetos.

Ser um líder eficaz hoje em dia vai além de dar instruções e esperar que a equipe simplesmente coloque em ação. Uma habilidade necessária para a liderança é aprender a capacitar os funcionários e influenciá-los de forma assertiva para que cada um possa dar o melhor de si. Sempre!

 

Luíza Lopes é Diretora do INDESP.