Como fazer da mente um terreno fértil para bons sentimentos?

padrao

Cada mente tem a sua natureza. E aprender a conhecer e respeitar a natureza do terreno da nossa mente é fundamental para gente jogar as sementes certas. 

Esse terreno é fértil! Cada pensamento, cada palavra, é uma sementinha que a gente joga nesse solo.  É assim que fazemos nossas programações. É aí que tudo começa! 

Só depois que essas sementinhas brotam é que percebemos o florescer da realidade que experimentamos no mundo externo.  O que faz a gente experimentar uma vida feliz e próspera, ou uma vida sem sentido, vazia e precária, é a qualidade das sementes.

Já faz alguns anos que eu, Luíza Lopes, trabalho com pessoas e procuro compreender e desvendar os segredos da mente humana. A Programação Neurolinguística (PNL) vem nos ensinar como a mente funciona. E isso é algo que muitos não paramos para aprender. 

Sabemos que ser humano não vem com manual de instrução. 

Por isso, temos dificuldade para lidar com nosso sistema interno. Mas experimente olhar para as sementes que você está jogando no terreno da sua mente! O quanto elas estão facilitando ou dificultando sua vida? Elas estão nutrindo sua mente e seu coração de sentimentos bons ou estão tirando sua alegria de viver? 

Sementes são jogadas no terreno da mente sem que a gente perceba a qualidade delas.

Você pode estar dando importância a algo que esteja te nutrindo ou destruindo. 

Pensamentos negativos geram sentimentos tóxicos, insegurança, medo e nos tiram a vontade de viver.

Portanto é preciso aprender a ficar vigilante e combater as pragas do jardim da mente. As ervas daninhas virão, faz parte da natureza do terreno. Mas cabe a nós, como bons jardineiros, arrancá-las pela raiz. 

Se quiser fazer uma boa colheita você deve, conscientemente, semear pensamentos bons, renovar suas crenças, tendo o cuidado de escolher as sementes certas para colher sentimentos positivos.  

Pare um pouquinho agora e então experimente tomar uma respiração profunda e entrar em contato com esse seu mundo interno. 

Perceba se a mente está calma ou se tem alguma turbulência. 

Se sua mente estiver inquieta, experimente trocar essas sementes, tirar tudo que está impedindo o florescer de sentimentos bons. Que tal arrancar as sementes do medo, da tristeza, deixar ir todos os sentimentos sombrios que estão impedindo o surgimento de uma nova estação? 

No jardim da mente, você é o único jardineiro responsável. 

Olhe, observe esse jardim com cuidado, como um bom jardineiro.

Dê espaço para sentimentos de alegria, fé, esperança, amor, gratidão! Essas vão germinar e florescer, fortalecendo despertando sua luz interna. 

Comece a falar, mesmo que você não acredite, ainda: “Eu mereço que o melhor me aconteça e estou pronto para receber essa benção, essa graça!”. 

Comece a trocar as sementinhas estragadas, reprogramando sua mente. Não deixe que aqueles pensamentos invadam o seu jardim, causando sofrimento e desgaste. 

Respire, confie e você vai notando que algo bom começa a tomar conta de você! 

Decida se tornar mais otimista, acreditar no seu merecimento e o melhor vai acontecer. 

Para instalar uma nova crença nós precisamos apenas linkar pensamento com sentimento, ou repetir algumas vezes aquilo que nós queremos, até que o nosso cérebro comece a aderir a essa nova ideia.  E assim, a mudança acontece. 

Mude sua forma de pensar, deixe o jardim da sua mente florido de gratidão e de possibilidades!